Outras genialidades

Raquel Dias

Freelancer em criação de conteúdos e tradução

Primeiro Pensamento do DIA?

Café, claro! Seguido de um “vamos a isto”

O Que Te Distingue?

Penso que, no meu caso, ter vivido em Macau muitos anos e ter nascido em África me deu a oportunidade de entender melhor o outro. Não só se torna mais fácil compreender as diferenças culturais, como ter paciência e abertura para entender melhor o que o cliente possa querer.

Face às Adversidades Atuais o que te faz Continuar?

Quando as coisas ficam difíceis penso sempre que tenho de escrever. Deixa de ser um trabalho ou um projecto e passa a ser um escape. Não se é criativo todos os dias mas tem de ser pelo menos organizado e, por vezes, paciente. A minha avó dizia que “o que não tem remédio, remediado está”, por isso penso sempre que para a frente é que é o caminho.

Como é Ser-se Mulher e Empreendedora?

Tradicionalmente a comunicação, o jornalismo e mesmo a tradução são áreas mais ou menos abertas às mulheres. Não é que tenha havido muitas, mas em todas as redações desde o século XIX que se encontram nomes femininos. Eu penso que a diferença se sente quando se tenta fechar negócios. Venho de um meio em que os negócios de fecham entre homens, com copos de whiskey à mistura ou em campos de golf. Não é que as mulheres sejam proibidas nestes sítios, mas digamos que são evitadas. O segredo está em procurar oportunidades de outras formas e apresentar propostas que também nos representem. Temos de parar de querer ser iguais e passar a gostar de sermos diferentes.